Há um cachorro-quente português que é preciso salvar – e até comer, de vez em quando

O cachorro-quente português é uma carcaça torrada e amanteigada em que a fatia de baixo é preenchida com salsichas portuguesas de lata, das mais pequenas e menos onerosas, muito levemente fritas em manteiga.

Foto
"O verdadeiro cachorro-quente é feito com salsichas das mais modestas e duvidosas" Guilherme Marques

No outro dia, estava eu ao balcão de um café a olhar desconsoladamente para a torrada que me tinham trazido, sem vontade nenhuma de desperdiçar a minha fome naquela laje fria e fuliginosa, quando o terceiro olho que eu trago na nuca para espiar as sortes alheias se arregalou de inveja, ao espiar um rapaz, sentado a uma mesa, a comer um cachorro-quente.

Sugerir correcção
Ler 14 comentários