Virgílio Martinez leva-nos do fundo do mar às alturas dos Andes

Foi uma viagem gastronómica por diferentes altitudes – e sem sairmos de Lisboa. O chef peruano do Central, considerado neste momento o quarto melhor restaurante do mundo, esteve no Encanto, de José Avillez, e trouxe com ele o Peru andino e amazónico.

Foto
Virgílio Martinez durante a visita a Lisboa Rui Gaudencio

Podemos estar no fundo do mar ou no topo da montanha mais alta, a 2000, a 3000 ou a 4000 metros de altitude, no vale seco, na selva alta, nas águas amazónicas ou no deserto de Lima – a cada altitude corresponde um ecossistema que, explica-nos o chef peruano Virgílio Martinez, vive num equilíbrio próprio e fascinante.

Sugerir correcção
Comentar