Um café que quer trazer a diferença para as nossas vidas e as deles

Chama-se alegria em francês e é o primeiro café em Portugal que emprega jovens com autismo e trissomia-21. No Joyeux, que começou em Lisboa e vai abrir em Cascais, a simpatia é a nota dominante. Depois de um período de formação de três meses, os nove jovens com dificuldades intelectuais e do desenvolvimento que aí trabalham assinaram este mês aquele que para muitos será o primeiro contrato de emprego.

Foto
O Café Joyeux abriu há quatro meses, na Calçada da Estrela, em São Bento Matilde Fieschi

Sebastião esteve apenas cerca de uma semana ausente do trabalho devido à covid-19, mas assim que entrou ao serviço foi logo recebido com um abraço pelos colegas, que saíram detrás do balcão para o cumprimentar. “Nós somos como uma família”, explicam os jovens colaboradores do Café Joyeux.

Sugerir correcção
Comentar