Catarina Martins pressiona Costa: “Há margem para avançar com o aumento extraordinário das pensões”

A líder do Bloco de Esquerda diz que apesar de estar em gestão, o Governo tem margem para aprovar apoios sociais, nomeadamente o prometido aumento extraordinário das pensões e que só não o faz “porque não quer”. Em entrevista ao PÚBLICO, Catarina Martins reflecte sobre o que falhou nas legislativas e culpa o PS por ter criado um clima de medo.

Foto
Na primeira entrevista após as eleições legislativas, Catarina Martins, líder do Bloco de Esquerda afirmou que o partido voltaria a chumbar o OE2022 MATILDE FIESCHI

Com o país em suspenso e a tomada de posse do Parlamento e do Governo adiadas, Catarina Martins critica a dualidade de critérios do executivo socialista ainda em funções. Em entrevista ao PÚBLICO, a líder do Bloco de Esquerda argumenta que António Costa tem condições para aprovar o prometido aumento extraordinário das pensões imediatamente e nota que o Governo não deixou de aprovar decretos, já com a dissolução do Parlamento confirmada.

Sugerir correcção
Ler 60 comentários