António Filipe: PCP promete maior contestação social, “mas não estamos a falar de arruaças”

Deputado comunista que deixa o Parlamento este mês afirma que Marcelo desejava um “bloco central informal”, pelo que a maioria absoluta do PS acaba por ser um tiro no pé.

Liderança parlamentar do PCP “pode perfeitamente” ser entregue a uma mulher, admite António Filipe. O deputado comunista que sai da Assembleia da República depois de falhar a eleição avisa que, sem pressão da esquerda, o PS “pode ceder à tentação” de um acordo de revisão constitucional com PSD.

Sugerir correcção
Ler 32 comentários