A insuportável superioridade moral em relação ao Chega

Há gente com uma ideia muito errada do que é a democracia. A democracia não existe para limitar o pensamento. Existe para que grupos de cidadãos com opiniões políticas divergentes possam discordar sem o recurso à violência.

Esta semana, dois dos novos deputados do Chega compareceram em debates televisivos. Rita Matias, de 23 anos, foi à CNN debater o feminismo e o papel das mulheres na política com Joana Amaral Dias. Gabriel Mihtá Ribeiro, vice-presidente do Chega e coordenador do seu gabinete de estudos, foi à SIC Notícias discutir a reconfiguração da Direita no Parlamento com, entre outros, André Coelho Lima, do PSD. A maneira como foram tratados pelos seus colegas de painel e, a espaços, pelos próprios moderadores, é inadmissível, preconceituosa, escandalosamente classista e profundamente antidemocrática.

Sugerir correcção
Ler 258 comentários