Jorge Costa: “Se soubéssemos os resultados das eleições não teríamos alterado o voto”

Bloco vai propor regresso dos debates quinzenais. Direcção de Catarina Martins continuará até à Convenção.

Foto
Jorge Costa não foi candidato nas últimas legislativas Rui Gaudencio

Jorge Costa, um dos estrategas do Bloco e negociador da velha “geringonça”, reconhece que sabia os riscos do voto contra ao Orçamento do Estado. “Se o Bloco fosse um partido eleitoralista, poderia ter cedido ao calculismo eleitoral e ter definido outro sentido de voto no Orçamento”, diz em entrevista ao Interesse Público, a que pode assistir no site do PÚBLICO. Mas o Bloco “não procede segundo esses critérios” e o risco maior era o desaparecimento a prazo: “O que seria da esquerda a longo prazo se se remetesse a essa posição de roda suplente do carro do Partido Socialista?”

Sugerir correcção
Ler 71 comentários