Até onde vai António Costa?

Confrontados com o bloqueio da “geringonça”, muitos dos eleitores do BE e do PCP optaram por apostar todas as fichas em quem, de Orçamento rejeitado na mão, prometia continuidade.

No rescaldo das eleições de 2019, num editorial intitulado “Para onde vão os votos da ‘geringonça’”, argumentava-se que os resultados mostravam que a maioria do povo português continuava a avaliar positivamente as políticas da “geringonça” e que mesmo um PS reforçado não tinha razões para deixar de ouvir essa vontade. Em 2022, maioria absoluta conquistada, as mesmas vozes fizeram-se ouvir. Falta saber se serão escutadas.

Sugerir correcção
Ler 6 comentários