Jazz para palavras sem tradução

Ao leme de um trio original, o contrabaixista André Carvalho propõe uma viagem musical à volta das palavras intraduzíveis.

Foto
Carvalho serve-se dos recursos jazzísticos para criar algo novo David Pires

Existem palavras que não têm tradução directa, palavras que referem situações específicas, palavras que só existem em determinadas culturas. Estas palavras intraduzíveis foram a inspiração para o mais recente trabalho do contrabaixista André Carvalho, apropriadamente intitulado Lost In Translation. Músico português radicado em Nova Iorque, Carvalho escolheu algumas destas palavras e escreveu música original para cada uma delas. Seleccionou um total de doze palavras, oriundas de dez línguas diferentes: “Luftmensch”, “Kilig”, “Uitwaaien”, “Goya”, “Alcheringa”, “Kalpa”, “Karelu”, “Murr-ma”, “Mångata”, “Boketto”, “Resfeber” e “Wabi-sabi”.

Sugerir correcção
Comentar