Eleições, entre o empate e o impasse

Estas eleições foram mais do interesse de alguns partidos do que, propriamente, do eleitorado.

A única certeza que poderemos ter sobre o desfecho das eleições do próximo domingo é a de que todos os cenários são possíveis (ou não). Como escreveu André Freire, “a palavra de ordem para todos os cenários, eleitorais e pós-eleitorais em 2022, é mesmo a incerteza”. A sondagem que publicamos esta quinta-feira comprova-o: a diferença entre PS e PSD encurtou e está reduzida a três pontos percentuais (36% e 33%, respectivamente).

Sugerir correcção
Ler 12 comentários