O carnaval de almas de Guillermo del Toro

O autor de A Forma da Água e O Labirinto do Fauno mergulha na América pré-Segunda Guerra Mundial, num jogo de duas partes onde só uma convence verdadeiramente.

Evocação de uma sociedade à beira de desabar, sublinhada por um barroquismo visual cuidadíssimo
Fotogaleria
Evocação de uma sociedade à beira de desabar, sublinhada por um barroquismo visual cuidadíssimo
Evocação de uma sociedade à beira de desabar, sublinhada por um barroquismo visual cuidadíssimo
Fotogaleria
Evocação de uma sociedade à beira de desabar, sublinhada por um barroquismo visual cuidadíssimo
Evocação de uma sociedade à beira de desabar, sublinhada por um barroquismo visual cuidadíssimo
Fotogaleria
Evocação de uma sociedade à beira de desabar, sublinhada por um barroquismo visual cuidadíssimo
Evocação de uma sociedade à beira de desabar, sublinhada por um barroquismo visual cuidadíssimo
Fotogaleria
Evocação de uma sociedade à beira de desabar, sublinhada por um barroquismo visual cuidadíssimo
Evocação de uma sociedade à beira de desabar, sublinhada por um barroquismo visual cuidadíssimo
Fotogaleria
Evocação de uma sociedade à beira de desabar, sublinhada por um barroquismo visual cuidadíssimo
Evocação de uma sociedade à beira de desabar, sublinhada por um barroquismo visual cuidadíssimo
Fotogaleria
Evocação de uma sociedade à beira de desabar, sublinhada por um barroquismo visual cuidadíssimo

A trama de Nightmare Alley resume-se em duas ou três linhas: é a história da ascensão e queda de um charlatão na América do final dos anos 1930 — da sua “adopção” por um grupo de feirantes de tuta e meia até ao seu triunfo como atracção de luxo em clubes nocturnos — e de como “quem tudo quer tudo perde”. Não é exactamente um “romance iniciático” porque percebemos cedo que Stan Carlisle (Bradley Cooper) já tem uma história por trás, e porque tudo se passa naqueles anos intermédios entre a Grande Depressão e a Segunda Guerra Mundial em que a América estava ainda a procurar recuperar do primeiro colapso do capitalismo selvagem.

Sugerir correcção
Comentar