Daesh regressa com ataque a prisão na Síria que ainda pode acabar em massacre

Centenas de crianças em risco depois de mais de 100 combatentes jihadistas tomarem de assalto uma prisão controlada pelas forças curdas, no Nordeste da Síria. EUA apoiam as forças curdas no terreno.

Foto
Pelo menos 45 mil pessoas já fugiram das suas casas por causa dos confrontos em Hasakah AHMED MARDNLI/EPA

Cinco dias depois do maior ataque lançado pelo Daesh desde que foi derrotado, com a queda do seu último reduto, há quase três anos, forças curdas apoiadas pelos Estados Unidos continuam a cercar a prisão de Ghwayran, na região curda de Hasakah, no Noroeste da Síria, onde há jihadistas entrincheirados com reféns. Menos de 200 quilómetros a sul, os mesmos extremistas lançaram esta terça-feira um ataque contra pelo menos quatro posições do Exército do regime de Bashar al-Assad.

Sugerir correcção
Ler 2 comentários