Em Leiria e Espinho, quando alguém gritava “vamos ganhar”, Costa corrigia: “Vamos votar!”

O dia de sol e céu azul teve uma sombra: o nome de José Sócrates entrou na campanha socialista, ora pelos jornalistas em Leiria, ora em conversas por quem passeava na marginal de Espinho. A tarde terminou em Viseu, onde o PS quer virar o “cavaquistão” para um “costaquistão”.

destaque,eleicoes-legislativas-2022,pedro-nuno-santos,politica,antonio-costa,ps,
Fotogaleria
Nuno Ferreira Santos
destaque,eleicoes-legislativas-2022,pedro-nuno-santos,politica,antonio-costa,ps,
Fotogaleria
destaque,eleicoes-legislativas-2022,pedro-nuno-santos,politica,antonio-costa,ps,
Fotogaleria
Nuno Ferreira Santos
destaque,eleicoes-legislativas-2022,pedro-nuno-santos,politica,antonio-costa,ps,
Fotogaleria
Nuno Ferreira Santos
Fotogaleria
Nuno Ferreira Santos

Ao longo da marginal da praia de Espinho, Aveiro, a arruada do PS teve duas caras na frente: António Costa e Pedro Nuno Santos, cabeça de lista por Aveiro. A presença dos cabeças de lista nas arruadas de cada círculo não é uma novidade, mas a popularidade do também ministro das Infraestruturas destacou-se. Ora lado a lado, ora com Pedro Nuno Santos a liderar o caminho, os dois socialistas distribuíram rosas vermelhas e cumprimentos, debaixo de um sol quente e ladeados pela arruada mais animada da campanha.

Sugerir correcção
Comentar