Por que razão meto o nariz em tudo o que se come e bebe? Por causa do queijo São Jorge

O queijo São Jorge é património nosso e da Humanidade, com 500 anos de história. O mínimo que podemos fazer é tratá-lo pelo seu nome, consumi-lo (mesmo que condutado) e, com isso, aumentar o rendimento de quem trabalha 365 dias por ano, faça sol ou faça chuva.

Foto
DR

Depois dos trabalhos escolares, uma criança em São Miguel no final dos anos de 1970 brincava livremente entre o calhau e a montanha, mas, pelo meio, tinha de fazer os recados à mãe: recados rentáveis e recados penosos. Os primeiros consistiam em distribuir por familiares o excesso do que a natureza nos dava, o que era uma alegria porque, com excepção de uma tia que faria do Tio Patinhas um mãos-largas, essas viagens rendiam uns trocos; os segundos eram a estopada de ir às mercearias aviar o que fazia falta em casa. Por norma, tudo se comprava na loja da prima Maria Teresa, mas, se o assunto fosse queijo, o destino era a loja do meu tio João Bento.

Sugerir correcção
Ler 1 comentários