O folclore futurista da Música Atípica Portuguesa

A Antologia de Música Atípica Portuguesa é um trabalho sobre recolhas tradicionais e uma panorâmica sobre a música experimental em Portugal. Uma longa, estranha e fascinante viagem, montada por uma editora especial, a Discrepant, onde encontramos Joana Guerra, Niagara, João Pais Filipe ou os Folclore Impressionista.

Foto
Ruca Bourbon

Um velho que carrega um contrabaixo preparado para o interior da mina. O Dr. Sousa Martins, o médico dos pobres alvo de devoção religiosa, visto sob uma nova luz: na sua secretária está um estranho instrumento, com teclado e boca de instrumento de sopro, que poderia ter saído da imaginação do futurista Luigi Russolo. E nazarenas em traje típico, mas segurando uma nada típica gaita de foles, camponesas ribatejanas a tocar uma trompa e um acordeão que a musicologia não regista, juntas de bois usadas para carregar aparelhos electrónicos de origem incerta.

Sugerir correcção
Comentar