Parlamento Europeu vota nova Lei dos Serviços Digitais. O que está em causa?

O Parlamento Europeu vai votar esta quinta-feira sobre uma lei para as plataformas online para pôr fim ao faroeste digital e definir obrigações e limitações às gigantes tecnológicas. O PÚBLICO faz o ponto da situação.

Foto
O DSA "nasceu" em 2019 quando von der Leyen incluiu um “novo acto para os serviços digitais” na sua candidatura à presidência da Comissão,O DSA "nasceu" em 2019 quando von der Leyen incluiu um “novo acto para os serviços digitais” na sua candidatura à presidência da Comissão EPA/YVES HERMAN / POOL,EPA/YVES HERMAN / POOL

A nova Lei dos Serviços Digitais (DSA, na sigla inglesa) promete mudar muita coisa na Internet. O pacote legislativo que começou a ser traçado em 2019 quer pôr fim ao faroeste digital, ao actualizar as regras da Internet que garantem a segurança digital das pessoas na Internet, ao lutar contra a desinformação e proteger os direitos fundamentais, como a privacidade e a liberdade de expressão.

Sugerir correcção
Comentar