Quanto vale o ego de Putin?

Neste jogo exímio de xadrez da geopolítica, Putin pode afagar o ego imperial à custa do sacrifício do seu próprio país, mas também pode claudicar se falhar uma eventual anexação.

O regresso de Petro Poroshenko a Kiev é mais um contributo para a instabilidade interna da Ucrânia. O ex-Presidente foi derrotado, na segunda volta das eleições de 2019, pelo actor e humorista Volodimir Zelensky, e decidiu regressar para responder sobre um alegado esquema de financiamento das milícias pró-russas através da venda ilegal de carvão. Há coincidências que são mais simbólicas do que credíveis: Poroshenko reapareceu na Ucrânia, precisamente, um ano depois da detenção de Aleksei Navalny em Moscovo.

Sugerir correcção
Ler 48 comentários