Em Idanha-a-Velha, um pato à Apício e a cozinha romana de Maria

Num pequeno restaurante da aldeia, Maria Caldeira de Sousa usa ingredientes locais para fazer uma cozinha inspirada nas receitas do gastrónomo romano Apício.

alimentacao,historia,gastronomia,fugas,livros,turismo,
Fotogaleria
Maria Caldeira de Sousa, a chef e gastrónoma que se instalou em Idanha-a-Velha Adriano Miranda
alimentacao,historia,gastronomia,fugas,livros,turismo,
Fotogaleria
Maria a preparar as suas receitas inspiradas pela culinária romana Adriano Miranda

A enorme frigideira que chega à mesa parece uma pintura – ou um mosaico romano. Sobre os tons de terra do pato, das castanhas e das favas, destaca-se a cor das sementes de romã e das perpétuas vermelhas. O Pato à Apício é a especialidade mais famosa do pequeno restaurante de Idanha-a-Velha, a Casa da Velha Fonte na Casa da Amoreira. O exterior igual ao de tantos outros restaurantes não denuncia o que vamos encontrar no interior: aqui estamos no território de Maria Caldeira de Sousa, “cozinheira e mestranda em gastronomia”, como gosta de se apresentar. “São duas coisas muito importantes na minha vida porque, juntando-as, acabo por trazer uma alegria diferente às mesas do meu restaurante.”

Sugerir correcção
Comentar