Operação de testagem à covid-19 nas escolas deixa de fora 1,2 milhões de alunos

Cerca de 220 mil docentes e não docentes da comunidade escolar estão abrangidos na campanha de testagem para o reinício das aulas. Ministro da Educação lembra que farmácias dispõem de quatro testes gratuitos por mês. “Dessa articulação podem também os pais, as escolas e as autarquias fazerem parcerias com as farmácias, para aumentarem a testagem.”

saude,educacao,sociedade,escolas,professores,ministerio-educacao,
Fotogaleria
Regresso às aulas no centro escolar de Maximinos, em Braga ADRIANO MIRANDA/PUBLICO
saude,educacao,sociedade,escolas,professores,ministerio-educacao,
Fotogaleria
Regresso às aulas no Agrupamento de Escolas de Benfica Daniel Rocha

A operação de testagem à covid-19 que esta segunda-feira começou em todo o país, coincidindo com o arranque do segundo período, não inclui os alunos, ao contrário do que aconteceu no primeiro período. Ficam assim de fora 1,2 milhões de estudantes dos vários ciclos de ensino até ao secundário nas escolas públicas e privadas. De acordo com a Direcção-Geral da Saúde (DGS), a operação só inclui cerca de 220 mil docentes e não docentes nas escolas.

Sugerir correcção
Ler 3 comentários