O debate entre PS e BE teve mel, fel e Costa no tempo de Seguro

Os dois antigos parceiros estiveram frente a frente num debate que não largou o fantasma do chumbo do Orçamento do Estado de 2022 e só convergiram num ponto: no desejo de rápidas melhoras para Jerónimo de Sousa, que será operado de urgência.

Foto
Catarina Martins, coordenadora do BE, diz que esquerda deve discutir "o dia seguinte" e não "maiorias absolutas" José Fernandes - RTP

Num debate temperado a fel, Catarina Martins e António Costa marcaram a distância entre PS e BE, trocaram culpas em relação ao fim do entendimento à esquerda e assinalaram divergências na saúde e trabalho: dois pilares vistos como essenciais para um eventual novo entendimento entre os dois partidos e justamente as duas matérias que ajudaram a impossibilitar um acordo escrito depois das eleições legislativas de 2019.

Sugerir correcção
Ler 9 comentários