Efacec entra em 2022 praticamente parada, apesar de novo empréstimo

Empresa garante que situação vai mudar a partir do final do mês. Prazo para a reprivatização de 71,73% do capital da empresa derrapou, agravando a sua situação financeira.

Foto
LUSA/Inácio Rosa

A situação da Efacec continua a marcar passo. O processo de reprivatização, que deveria ter sido fechado até ao final de 2021, continua por concluir, e, apesar do desbloqueio de um novo financiamento de 45 milhões de euros, a empresa continua praticamente parada, por falta de matérias-primas. Uma situação que agrava a situação financeira da empresa, e uma das causas que estará a atrasar as negociações com o único interessado à sua compra, o grupo DST, num momento crucial em que a Efacec tem conseguido assinar novos contratos e está a disputar outros de grande dimensão.

Sugerir correcção
Ler 6 comentários