Primeiro transplante de coração de porco para um ser humano realizado nos EUA

Um homem de 57 anos com uma doença cardíaca grave recebeu um transplante de um coração de porco geneticamente modificado. Alguns dias após a cirurgia, David Bennett está a recuperar bem, segundo a equipa médica.

Foto
O coração de porco geneticamente modificado Universidade de Maryland

Se tudo correr bem, como todos esperam, pode ter sido realizado com sucesso o primeiro transplante de coração de porco num ser humano. A cirurgia inédita foi executada por uma equipa da Escola de Medicina e Centro Médico da Universidade de Maryland, nos EUA, que anunciou esta segunda-feira que o doente, um homem de 57 anos que sofria de uma grave doença cardíaca, estava a recuperar bem, três dias após a operação. Depois de várias tentativas, as esperanças de uma solução para a falta de órgãos estão agora depositadas num coração de porco geneticamente modificado.

Sugerir correcção
Ler 4 comentários