Shoshana Zuboff: “O Facebook mata”

As nossas vidas dependem de tecnologias que nos extraem em segredo a nossa experiência privada, traduzida em biliões de dados, para ganhar dinheiro. Uma “invasão” que reduz a liberdade, compromete a saúde mental e ataca a democracia, alerta a autora do livro A Era do Capitalismo da Vigilância. Acredita que ainda vamos a tempo de a travar.

Foto
Captura de ecrã de um vídeo promocional do Metaverse, do Facebook, com Mark Zuckerberg e o seu avatar Facebook

O termóstato “inteligente” ajuda o leitor a regular a temperatura da sua casa, de forma eficiente, à distância. Equipado com sensores de movimento e capacidades de computação, aprende os hábitos de quem lá mora. Os dados são enviados para um gigante tecnológico e circulam num ecossistema de apps e equipamentos, desde fornos a monitores de fitness — conhecer até onde vai esta “casa inteligente” envolveria ler centenas de contratos de privacidade.

Sugerir correcção
Ler 28 comentários