Risco de um novo conflito na Ucrânia “é real”, avisa a NATO

Os bons sinais são os encontros agendados para a próxima semana. Mas verdadeiras negociações implicam o fim da escalada russa que ameaça ucranianos e a própria Aliança Atlântica.

Foto
Stoltenberg falou em Bruxelas no final do conselho extraordinário dos Negócios Estrangeiros na NATO OLIVIER HOSLET / POOL / EPA

A mobilização de tropas junto à fronteira ucraniana e o discurso “ameaçador” da Rússia – que faz exigências “inaceitáveis” – preocupam o secretário-geral da NATO, Jens Stoltenberg. Dias antes das conversações entre Washington e Moscovo marcadas para segunda-feira, em Genebra, os membros da Aliança Atlântica expressaram a sua unidade numa reunião que juntou em videoconferência os 30 chefes da diplomacia.

Sugerir correcção
Ler 46 comentários