Rui Rio: “Não vou para o governo para desenrascar o que quer que seja”

Líder do PSD apresentou o programa eleitoral com a linha de “mais rigor e menos facilitismo” e uma “atitude reformista”.

Foto
Rui Rio apresenta esta sexta-feira o programa eleitoral do PSD tendo em vista as legislativas de 30 de Janeiro Anna Costa

Rui Rio assumiu que é preciso que os portugueses confiem em si como candidato a primeiro-ministro – “ou votam noutro” – e sublinhou o princípio de “maior rigor e menos facilitismo” em contraponto com o actual Governo. Na apresentação do programa eleitoral do PSD, mais do que medidas em concreto, o líder social-democrata quis deixar uma mensagem “de confiança” na sua proposta para os próximos quatro anos caso vença as eleições legislativas. Redução de impostos, revisão da lei da imigração e disponibilidade para a regionalização são alguns dos pontos do programa com 165 páginas. Uma das novidades é a defesa de uma revisão constitucional para aprofundar o texto nas “dimensões de ambiente e de sustentabilidade”.

Sugerir correcção
Ler 1 comentários