Pressionado por protestos, Presidente do Cazaquistão retira cargo ao “pai da nação”

Há vários dias que milhares de pessoas se manifestam contra o aumento do preço dos combustíveis, semeando o caos em várias cidades. Chefe de Estado pediu ajuda à Rússia e aos seus aliados.

Foto
Manifestantes têm mostrado descontentamento com a subida do preço do GPL no Cazaquistão PAVEL MIKHEYEV / Reuters

O Presidente do Cazaquistão, Kassim-Jomart Tokaiev, viu-se forçado a assumir a chefia do poderoso conselho de segurança estatal para tentar acalmar a tensão vivida no país da Ásia Central, assolado por protestos violentos contra a subida dos preços dos combustíveis.

Sugerir correcção
Ler 7 comentários