Pela caverna dentro

Pré-nomeado aos Óscares, o documentário da National Geographic sobre o salvamento na Tailândia celebra um heroísmo discreto, quase relutante. No Disney Plus a partir de 31.

Foto
Operação: Resgate na Tailândia: um quase-thriller da vida real que celebra um heroísmo frágil e humano

Dentro de um certo tipo de documentário “à americana” formatado para o grande público, o que faz a diferença de Operação: Resgate na Tailândia, sobre o resgate da equipa de futebol júnior presa numa gruta inacessível na Tailândia em 2018 (já pré-nomeado para o Óscar 2022 da categoria e a estrear dia 31 no serviço Disney Plus), é a sua estrutura narrativa. O filme começa no primeiro dia da operação de resgate e acaba no último, sem prólogo nem pré-aviso; tudo o que é preciso saber é introduzido à medida que os intervenientes vão entrando na história, e porquê. O espectador está tão habituado a ter a papinha toda muito bem explicadinha desde o princípio que até acha esquisito que os realizadores Elizabeth Chai Vasarehlyi e Jimmy Chin (vencedores do Óscar por Free Solo) partam do princípio que as pessoas sabem do que se está a falar.

Sugerir correcção
Comentar