2022, e agora?

O ano que vem vai ser de eleições, dos milhões do PRR, do agravamento das desigualdades e das tensões sociais e políticas. Vai ser o ano do recuo da globalização, das sociedades ciberfísicas, do turismo espacial e da hegemonia chinesa. Não sabemos como vai ser 2022.

Foto

Aviso prévio: antever o que se vai passar em 2022 é um exercício arriscado, avisam a socióloga, o médico de saúde pública, o economista, o engenheiro e a escultora que o PÚBLICO pôs a olhar para o ano três da pandemia provocada pelo SARS-CoV-2.

Sugerir correcção
Comentar