Influencers e solidariedade: usar a influência para um bem maior ou manobra de marketing?

Associar-se a uma causa social, acredita a investigadora Márcia Maurer Herter, “promove uma atitude mais favorável à imagem do influenciador” e desenvolve “uma maior percepção de autenticidade”.

Foto
Da esquerda para a direita: Alice Trewinnard, Madalena Abecasis e Mel Jordão João Hasselberg e Márcia Soares

Em três dias, os portugueses, através da enfermeira e autora da página A Mãe Imperfeita, Carmen Garcia, e da influencer Madalena Abecasis, angariaram mais de 136 mil euros e deram uma vida nova a uma família. Uma onda de solidariedade tem invadido as redes sociais das figuras públicas portuguesas. Mas será que estes gestos de altruísmo também podem ser uma forma de aumentar a interacção dos seguidores? Ao PÚBLICO, as influencers Alice Trewinnard, Madalena Abecasis e Mel Jordão garantem que apelar à solidariedade não é uma estratégia de marketing, mas sim uma forma de usar a sua influência por uma causa maior.

Sugerir correcção
Ler 2 comentários