Acreditar na mudança interior ou colectiva

Floating Points & Pharoah Sanders e Low, ou de modo mais engajado Black Country, New Road, Dry Cleaning ou Little Simz fizeram do desejo de mudança a banda-sonora deste ano.

Foto
A influência de Inflo e de Cleo Soul, os Sault, fez-se sentir no álbum de Little Simz Nick Dale

Cada vez mais se evoca a necessidade de mudança. A pandemia, o meio ambiente deteriorado, as economias inertes, as desigualdades, a democracia fragilizada, estigmas, opressões, racismo, sexismo ou classismo estão aí para nos lembrar do estado do mundo. Nada disto é novo. Mas, ano após ano, evoca-se cada vez mais o imperativo da transformação, mesmo quando nada de substancial se parece mover.

Sugerir correcção
Comentar