PJ admite que incêndio no São João tenha sido intencional

Alegado autor já foi identificado e pode ter agido num quadro de alucinações ou ateado o fogo de forma negligente. Causa acidental excluída.

Foto
O incêndio aconteceu no último domingo LUSA/Rui Manuel Farinha

A Polícia Judiciária (PJ) já identificou o alegado autor do incêndio que ocorreu no domingo passado no Serviço de Pneumologia do Centro Hospitalar Universitário de São João, no Porto, como sendo um doente, entre os 50 e os 60 anos, que estava internado naquela unidade devido a problemas respiratórios relacionados com um cancro que já apresentava metástases cerebrais.

Sugerir correcção
Ler 8 comentários