Gouveia e Melo será chefe do Estado-Maior da Armada três meses depois

Pela pressão da quadra natalícia, posse do vice-almirante deve ocorrer nesta quinta-feira.

Foto
Gouveia e Melo condecorado pelo Presidenete da República MIGUEL FIGUEIREDO LOPES

Três meses depois de o ministro da Defesa Nacional, João Gomes Cravinho, ter informado o chefe do Estado-Maior da Armada (CEMA), almirante Mendes Calado, de que não continuaria no posto, nesta quarta-feira voltou a reunir o Conselho do Almirantado para decidir sobre a nomeação do vice-almirante Henrique Gouveia e Melo para a direcção da Marinha. Há três meses, o conselho deu parecer desfavorável, mas o que foi impossível em Setembro está a andar em finais de Dezembro.

Sugerir correcção
Ler 2 comentários