A imaginação do futuro (II)

Este país não é para jovens mas, como no título do filme, também não é para velhos. A poucas semanas de votar, paremos para avaliar a qualidade de vida de quem envelhece em Portugal.

Este não é um país para jovens. É o que os números nos dizem, aqueles que aqui apresentei há uma semana: salários baixos, precariedade, descrença no futuro em Portugal, emigração. Centenas de milhar de jovens abandonaram o país para realizar um futuro que não imaginam poder ter aqui. Seis anos depois de a direita ter sido expulsa do Governo essa tendência ainda não cessou.

Sugerir correcção
Ler 6 comentários