Discotecas fecham no dia de Natal. “Parece-nos sempre que o Governo tem algum preconceito em relação à noite”

Face ao encerramento dos espaços, o Governo diz que vai disponilizar o layoff para o sector, assim como outros apoios no âmbito do programa Apoiar. Sector quer saber quais serão esses apoios e quando chegarão. E acredita que restrições vão fomentar a realização de festas ilegais.

Foto
Pedro Nunes

Os espaços de diversão nocturna, como discotecas e bares, vão encerrar já a partir da meia-noite do dia 25 de Dezembro, anunciou o primeiro-ministro, António Costa, na conferência de imprensa após a reunião do Conselho de Ministros desta terça-feira. Assim deverão estar, pelo menos, até 9 de Janeiro, fim anunciado para a semana de contenção de contactos após o período de Natal e Ano Novo, em que é previsível um aumento das infecções pelo novo coronavírus. As associações do sector dizem-se incrédulas com a decisão e não compreendem a aparente dualidade de critérios em relação às festas em espaços como hotéis e casinos que poderão realizar-se mediante a apresentação de testes. Pedem mais informação sobre os apoios anunciados e pelo menos uma está a ponderar avançar com uma providência cautelar.

Sugerir correcção
Ler 21 comentários