Crise dos materiais vai agravar preço da habitação e já está a atrasar obras

As consequências do aumento dos custos de construção sobre o preço final da habitação ainda não são evidentes, mas não tardará a que isso aconteça, acreditam os operadores do sector imobiliário. O reequilíbrio do mercado poderá levar mais de um ano.

Foto
Preços das casas vão continuar a aumentar Rui Gaudêncio

A braços com um período de quase oito anos consecutivos de aumentos ininterruptos dos preços, marcado por uma procura à qual a oferta não consegue dar resposta, o mercado habitacional prepara-se para acomodar mais um factor que irá pesar sobre os valores de venda: a crise dos materiais e consequente aumento acelerado dos custos de construção. Como noutros momentos, a reacção do imobiliário a este fenómeno não será imediata, mas os operadores do sector concordam que o encarecimento da construção vai, “inevitavelmente”, reflectir-se sobre o preço final dos projectos. Para já, o efeito mais visível é o dos atrasos na conclusão das obras.

Sugerir correcção
Ler 27 comentários