Vicente Fernández (1940-2021): o derradeiro adeus ao “Rei das Rancheras”

Cantor e actor, ícone da música mexicana, chegou a ser apresentado nos Estados Unidos como “O Sinatra das Rancheras”. Retirou-se dos palcos, mas não da música, em 2016. Agora, uma doença degenerativa retirou-o da vida. Tinha 81 anos.

Foto
Vicente Fernández durante um concerto no Palenque Arena, em Hermosillo, em 2009 Luis Gutierrez/Norte Photo/Getty Images

Tudo começou numa sala escura, a mais amada das salas escuras da história moderna: o cinema. Levado pelos pais, o pequeno Vicente deixava-se encantar pelas imagens e em particular pelas canções, decorando-as. Foi aí que viu pela primeira vez um dos grandes ídolos da canção mexicana e logo se imaginou no seu lugar. Muitos anos mais tarde, o já então cantor (e ídolo) Vicente Fernández recordou assim esses momentos (a citação é da sua biografia oficial, publicada pela Sony Music): “Pelo que me lembro, quando tinha 6 ou 7 anos, ia ver os filmes do Pedro Infante e dizia à minha mãe ‘quando crescer vou ser como eles’”. Os degraus da fama não foram fáceis de subir, mas atingiu o seu sonho.

Sugerir correcção
Ler 1 comentários