O regresso dos sefarditas a Portugal

Comunidade judaica portuguesa diz que até Junho de 2020 foram concedidos 16.750 pedidos de nacionalidade aos descendentes dos sefarditas, num processo “minucioso e criterioso”.

Foto
A comunidade judaica em portugal Paulo Pimenta

Membros das ancestrais comunidades judaicas na Península Ibérica (Sefarad em hebraico), os judeus sefarditas receberam ordem de expulsão no final do século XV, primeiro de Espanha, em 1492, depois de Portugal, em 1496. Aqueles que aceitaram converter-se ao cristianismo ficaram, mas muitos iniciaram uma diáspora que os levaria a várias geografias do globo. Meio milénio depois, o Estado português procurou reconciliar-se com a história e reparar esta intolerância religiosa.

Sugerir correcção
Ler 11 comentários