O dia em que visitei Salon e bebi o champanhe que cintila

Há inúmeros champanhes admiráveis, mas também demasiado caros. Destes, há um que se distingue de todos os outros por ser feito da mesma maneira desde 1905: é de um só ano, de uma só casta e de um só lugar. Chama-se Salon e cada gole é um bálsamo de vida.

Foto
DR

Há cerca de dois meses, numa viagem a França com uns amigos, bebi um champanhe especial, o Salon 2012, que acaba de chegar ao mercado. A partir desse dia, passou a haver para mim um antes e um depois de Salon. Foi uma epifania. Eu não bebi apenas um extraordinário champanhe, que é vendido a cerca de 700 euros a garrafa. Eu tive a felicidade de beber a “quinta essência do Champanhe”, como resumiu, na sua última edição, La Revue du Vin de France.

Sugerir correcção
Ler 2 comentários