Um Natal mais sustentável é também um Natal com mais significado — desde que seja bem planeado

Os presentes devem ter uma intenção associada, assim como os embrulhos. Na mesa da consoada, “quanto menos superficial for a conversa, mais presente é o momento”, acredita Vera Machaz.

Foto
Frutos secos caramelizados, granola, azeite aromatizado, queijo, vinho e bolachas são algumas das sugestões. de presentes comestíveis Unsplash/Kraken Images

A ansiedade e a pressão para chegar a todo o lado durante o mês de Dezembro não será certamente uma sensação estranha a muitos portugueses, que, por estes dias, se tentam desdobrar entre comprar presentes e preparar a ceia de Natal, sem descurar as tarefas do dia-a-dia. As festas são, por excelência, a época do consumo desenfreado e é preciso repensá-las para que se tornem mais sustentáveis. O segredo está no planeamento, aconselham as especialistas em cozinha, decoração, desperdício zero e psicologia, que se reuniram, nesta quarta-feira, em mais uma edição da Conversa Ímpar.

Sugerir correcção
Comentar