Catarina Martins lamenta lentidão na investigação a Manuel Pinho

A coordenadora bloquista lamentou a lentidão da investigação ao ex-governante detido esta terça-feira e destacou os esforços do partido, quer nas comissões de inquérito, quer para endurecer uma legislação que permite a prática de crimes económicos. A entrevista a Catarina Martins será publicada integralmente na quinta-feira, 16 de Dezembro.

Foto
Catarina Martins, coordenadora do BE, destacou o trabalho do partido no combate ao crime económico e fiscal LUSA/LUÍS FORRA

Catarina Martins, coordenadora do Bloco de Esquerda, lamentou esta terça-feira a lentidão da Justiça que levou à detenção do antigo ministro da Economia Manuel Pinho, notando que os acontecimentos objecto de investigação podem já ter prescrito. Em declarações à entrevista Hora da Verdade do jornal PÚBLICO e da Renascença, que será publicada na íntegra na quinta-feira, a coordenadora do BE sublinhou que o Ministério Público está a investigar com base nas comissões parlamentares de inquérito e destacou o papel dos parlamentares bloquistas nestes trabalhos, nomeadamente nos esforços para mudar uma legislação que diz permitir o crime económico.

Sugerir correcção
Ler 4 comentários