Última morada na Motaze

Motaze, a duzentos quilómetros do Maputo, Moçambique, parece já recanto do fim do mundo. As chuvas respeitaram o calendário e à volta do canhoeiro, nos matos e nas pradarias, a cor verde só é desafiada pelo matope vermelho das picadas.

Foto
Humberto Lopes

“Eu sei o que vai na tua cabeça.” No cartaz, o balão da fala termina na boca da moça. A nuvem que está em cima da cabeça do rapaz tem um desenho lá dentro: uma cama. Campanha de prevenção. Por baixo, a frase salva-vidas: “Quem não tem camisinha fica de fora”. A tinta do desenho na parede já é antiga, desbotada. Na cantina do outro lado da rua, a vida continua. Mercadorias a embarcar e a desembarcar, no meio do pó da rua desasfaltada.

Sugerir correcção
Ler 1 comentários