Cimeira pela Democracia pressiona EUA a liderar pelo exemplo e com alternativa económica

Durante dois dias, mais de uma centena de governos vão debater o crescimento do autoritarismo no mundo. Mas a escolha dos países, e os problemas internos nos EUA, podem fazer da Cimeira pela Democracia uma vítima da desinformação que pretende combater.

Foto
A realização da Cimeira da Democracia é uma promessa de campanha de Joe Biden EPA/Alex Brandon / POOL

A cimeira para debater o estado da democracia no mundo, que decorre entre quinta e sexta-feira, por videoconferência, a convite do Presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, começou a ganhar forma ainda em 2020, meses antes de a própria democracia norte-americana ter sido posta à prova com a invasão do Capitólio por apoiantes do ex-Presidente Donald Trump.

Sugerir correcção
Ler 12 comentários