Benfica pede uma dose de virtude e outra de fortuna

Com ouvido na telefonia ligada a Munique, o Benfica precisa de receber notícias de um tropeção do Barcelona frente ao Bayern, para seguir em frente na Champions. O problema é que, antes de escutar essas notícias, convém bater o Dínamo de Kiev - algo muito longe de garantido, até pelo tipo de futebol da equipa ucraniana.

Foto
Jogadores do Benfica treinam no Seixal antes do jogo frente ao Dínamo EPA/MANUEL DE ALMEIDA

Para esta quarta-feira, o “menu” do Benfica na Liga dos Campeões já está escolhido: basta “pedir” uma dose de virtude e outra de fortuna. Com um olho no Dínamo de Kiev e outro no Barcelona, a continuidade dos “encarnados” na Liga dos Campeões depende, por um lado, da competência para bater em casa os ucranianos (20h, Eleven) – e vai ser preciso engenho extremo frente a uma equipa muito defensiva – e, por outro, da sorte vinda da Alemanha.

Sugerir correcção
Ler 1 comentários