Dentro da Quinta do Gama trava-se um braço-de-ferro entre moradores e o bullying imobiliário

Cinco famílias de uma das ilhas mais antigas do Porto receberam denúncias dos contratos enviadas por novo proprietário. Moradores querem apoio da câmara, que diz não poder intervir.

Foto
Na carta que Hugo Sequeira recebeu, é pedido que abandone a casa da ilha onde viveu toda a vida no último dia de 2022 PAULO PIMENTA

Hugo Sequeira abre a porta da casa onde vive para mostrar o resultado do investimento feito em obras de renovação durante os últimos anos. Vive numa ilha instalada numa área residencial centenária, a Quinta do Gama, no Porto, há 41 anos, que é o mesmo que dizer desde que nasceu. As condições da habitação arrendada nem sempre foram as melhores, mas agora tem uma “casa nova”, fruto do esforço financeiro da sua família. Tem cozinha remodelada, quartos para os dois filhos e uma casa de banho com todas as condições necessárias. 

Sugerir correcção
Ler 12 comentários