Costa reconhece que apoio à inovação é “modesto” mas admite reforço

Estão apresentados os 64 candidatos às agendas mobilizadoras. Prazo para entrega de propostas finais termina depois das eleições legislativas de 2022.

Foto
António Costa acompanhou dois dias de apresentações e encerrou o evento em Leixões LUSA/ESTELA SILVA

Ao fim de 40 apresentações de sete minutos, o primeiro-ministro português subiu ao palco para fechar dois dias de trabalhos. Durante dois dias, António Costa, acompanhado de membros do Governo e entidades da administração pública, não arredou pé do terminal de Cruzeiros de Leixões, e depois de ouvir todos os consórcios pré-seleccionados para a segunda fase do concurso das agendas da inovação, que distribui subsídios de 930 milhões de euros vindos do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR), assumiu um compromisso: “Vou procurar também cumprir o meu limite de sete minutos para a minha intervenção.”

Sugerir correcção
Comentar