Galp quer juntar o lítio ao petróleo em Sines

Depois da saída de Matosinhos, Galp concentra actividade industrial no litoral alentejano e prepara instalação de refinaria de lítio em Sines, onde também será produzido hidrogénio verde em larga escala.

Foto
Lítio da mina do Barroso deverá ser refinado em Sines, pela Galp Miguel Manso

Além do petróleo, a Galp quer passar a refinar lítio em Sines. A cidade alentejana será o coração da actividade industrial da Galp, que lidera um consórcio de empresas interessadas em investir cerca de 980 milhões de euros num projecto destinado a instalar em Portugal uma cadeia de valor das baterias de lítio, que incluirá “extracção, refinação, produção de cátodo, células, assemblagem de baterias e reciclagem de baterias”.

Sugerir correcção
Ler 8 comentários