FC Porto em Portimão atento à pandemia

Sérgio Conceição alerta para a necessidade de ser responsável numa altura em que “todos os cuidados são poucos” para evitar contágios por covid-19.

Foto
Sérgio Conceição está apreensivo em relação à pandemia LUSA/JOSE COELHO

Sérgio Conceição, treinador do FC Porto, manifestou esta quinta-feira preocupação com o aumento generalizado de casos de infecção do coronavírus, com reflexo nas equipas de futebol, considerando que “todos os cuidados são poucos” para evitar contágios.

"Tivemos essa conversa com o departamento médico. Temos de viver com isto, mas se não formos responsáveis, podemos, de um momento para o outro, ficar sem jogadores e sem elementos importantes. É preciso máxima responsabilidade, com a percepção de que todos os cuidados são poucos”, analisou o treinador dos “dragões”.

Sérgio Conceição foi, de novo, confrontado com o polémico jogo entre Belenenses SAD e Benfica, da 12.ª jornada, e voltou a não tecer comentários, dizendo apenas que “as regras são ditadas e colocadas em prática por gente que está capacitada para isso e não pelo treinador do FC Porto”, disse, à margem da antevisão da partida desta sexta-feira, frente ao Portimonense.

"O Portimonense tem grupos com qualidade acima da média: jogadores fisicamente fortes, bem organizados e incisivos nos ataques rápidos. Pode não ser das equipas que cria mais situações de golo, mas é muito eficaz e tem, depois dos grandes, a melhor defesa. Estamos precavidos para um jogo difícil. Cabe-nos continuar a criar muitas situações no último terço e sermos mais eficazes”, analisou o técnico.

Na formação algarvia está agora por empréstimo o avançado japonês Nakajima, depois de não ter conseguido afirmar-se no FC Porto. “A sua evolução tem sido de bom nível. Mas dentro do contexto do Portimonense e não do FC Porto”, partilhou o treinador dos “azuis e brancos”.

No duelo da época passada entre os dois emblemas, Sérgio Conceição e Paulo Sérgio, treinador do Portimonense, acabaram expulsos, num episódio que o técnico do FC Porto não esquece, mas diz “já ter passado”.

“Somos homens do futebol, e o que tenho de analisar é o trabalho do Paulo enquanto treinador e a excelente fase que está a atravessar. É dos treinadores com quem eu mais simpatizo, mas isto não é o “levantar da bandeira branca”. Foi um episódio que passou. Se guardo alguma mágoa? Não foi bonito, mas já falei sobre isso, acontece com grandíssimos treinadores, até campeões da Europa, durante o calor do jogo”, desabafou Sérgio Conceição.

Para este desafio no Algarve, os “dragões” ainda não podem contar com o defesa central Marcano, lesionado, sendo que Pepe, também a recuperar de mazela física, não deve constar das opções.

Entretanto, nos testes realizados ao plantel dos “azuis e brancos”, não foram detectados casos de covid-19.

O FC Porto, que partilha a liderança do campeonato com o Sporting, ambos com 32 pontos, desloca-se esta sexta-feira ao terreno do Portimonense, sexto, com 20, numa partida agendada para as 19h, que terá arbitragem de Manuel Oliveira, da Associação de Futebol do Porto.