Relíquias religiosas do Museu de São Roque vão viver na blockchain

A Santa Casa da Misercórdia está a transformar várias peças de arte sacra em peças digitais únicas que são registadas em blockchains. O projecto é uma forma de rentabilizar o património da SCML em prol das boas causas.

blockchain,cultura,bitcoin,internet,artes,culturaipsilon,
Fotogaleria
A escultura de São Francisco Xavier é uma das NFT na Artentik Diego Nery
blockchain,cultura,bitcoin,internet,artes,culturaipsilon,
Fotogaleria
Relicário com um fragmento de madeira que se crê ser do original em Belém Diego Nery

Um dos espinhos da coroa de Jesus Cristo, preservado num pequeno frasco de ouro e cristal, tem uma nova versão digital. Desde esta quarta-feira, pode ser comprada e registada na nova plataforma com tecnologia blockchain da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa (SCML). O relicário original, exposto há décadas no Museu de São Roque, é uma de várias peças de arte sacra que a instituição de caridade portuguesa transformou em NFT — bens digitais únicos catalogados em plataformas criadas para transacções com criptomoedas (as ditas blockchains). 

Sugerir correcção
Ler 7 comentários