Líder sérvio bósnio diz que em caso de sanções há sempre a Rússia e a China

Em entrevista ao diário britânico The Guardian, Milorad Dodik nega as acusações de que está a levar a cabo uma estratégia para a desintegração da Bósnia-Herzegovina.

Foto
Milorad Dodik, líder sérvio da presidência tripartida da Bósnia-Herzegovina Dado Ruvic/REUTERS

O líder sérvio da presidência tripartida da Bósnia-Herzegovina, Milorad Dodik, desvalorizou, em entrevista ao diário britânico The Guardian, a ameaça de sanções ocidentais, e disse que caso estas aconteçam, terá sempre Moscovo e Pequim.

Sugerir correcção
Ler 19 comentários