Covid-19. Médicos preocupados com número de não-vacinados internados

Hospitais portugueses registam aumento de não-vacinados nas enfermarias e unidades de cuidados intensivos. Em alguns, as pessoas nesta situação são mesmo a grande parte do total de hospitalizados. Médicos dizem que a diferença entre vacinados e não-vacinados é enorme, mesmo que sejam pessoas com a mesma idade e o mesmo tipo de comorbilidades.

Foto
Manuel Roberto

O número de pessoas não vacinadas a precisar de internamento hospitalar depois de contraírem covid-19 está a aumentar e algumas precisam mesmo de dar entrada nas unidades de cuidados intensivos. O cenário é comum a vários hospitais de norte a sul e os médicos dizem que esta tendência tem aumentado nos últimos meses. Em alguns hospitais há vários doentes nesta situação e noutros são mesmo a maioria, segundo a ronda que o PÚBLICO fez por algumas destas instituições.

Sugerir correcção
Ler 38 comentários